Let the Sunshine In

Hoje de manhã tava passando Hair no Telecine Cult. Só tinha visto trechos, aí resolvi assistir.

 

 

Espetacular. Não que não tenha defeitos, mas pelo tema, pela cultura que exalta, acaba funcionando  É como se fosse uma poesia da subversão.

As paradas que seriam mais toscas ou nada a ver acabam sendo perdoadas, afinal, nada mais natural que o filme ser uma viagem letárgica. É diferente, por exemplo, de um filme como West Side Story, onde o predomínio é de coisas toscas e sem sentido até mesmo se levarmos em conta o contexto de quando foi feito e o tema do filme. Não que West Side Story não seja divertido, muito ao contrário, só que nele isso acontece involuntariamente. Mas sobre esse filme falo outro dia. O lance agora é Hair.

Milos Forman em ótima forma. *inserir som de bateria tum tum tsh* (Forman, forma, ahn, ahn).

 

 

E quem diria, o Treat Williams sabe atuar.  Caraca, eu fiquei desesperado durante o filme tentando lembrar de onde eu conhecia a Beverly D’Angelo. Depois que lembrei dela de Entourage e como esposa do Chevy Chase na série Férias Frustradas. E também achei ela a cara da Amy Poehler, do Saturday Night Live. Sobre as músicas nem preciso falar nada. Eu só conhecia Aquarius e Let the Sunshine In, mas agora já tô baixando o resto da trilha.

Valeu a pena ter acordado cedo hoje. Menos uma “falha no currículo”.

Anúncios

4 Responses to Let the Sunshine In

  1. Fabiano disse:

    Sodomy…
    Fellatio…
    Cunnilingus…
    Pederasty….

    FATHER!

    Oh, why does these words sound so nasty?

    Masturbation… can be fun!
    Join the holy orgy Kama Sutra

    Everyooooooooooooooooooooone!

    😀

  2. Danilo disse:

    É uma boa pedida. Eu assisti Hair há muito tempo atrás, não lembro de muita coisa. Vou ve se pego pra ver.

  3. Mari disse:

    eu acabei pegando uma birra horrível desse filme. Meu pai as vezes resolve ouvir as musicas preferidas dele desse filme usando o super som dele, geralmente quando eu qero dormir, estudar ou ver algum filme.

  4. Mari disse:

    Mas era um bom filme, antes disso começar a acontecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: