Lost, cliffhangers e reclamões

Atenção: esse post é uma divagação prolixa.

A primeira desse blog. Me conhecendo, até que demorou pra acontecer.

Sabe quando você tá vendo um filme, série ou novela e na hora H, bem no clímax ou assim que acontece uma revelação, ele acaba? E você só vai ter que esperar o dia seguinte, a semana posterior, ou até mesmo meses e anos (aka o lançamento da sequência do filme ou da nova temporada da série) pra saber o que aconteceu? Esses finais são os cliffhangers, também chamados por aqui de vez em quando de ganchos.

Nesse post, especificamente, vou me ater a séries. Desde muito tempo os cliffhangers são essenciais, principalmente nos season finales. Vide Ross falando o nome da Rachel no casamento com a Emily no fim da 4ª temporada de Friends, a aparição da Addison no Seattle Grace no finzinho da 1ª temporada de Grey’s Anatomy, entre outros.

De uns tempos pra cá, eles passaram a fazer parte da rotina semanal de algumas séries. 24 Horas, por exemplo, tem um cliffhanger por episódio. Às vezes um por bloco!

É uma arte difícil. Não é qualquer coisa que deixa aquele gostinho de quero mais e uma vontade desesperadora de que chegue a semana seguinte. E nesse quesito, Lost é imbatível.

Mesmo nos piores momentos (pra mim, boa parte da 2º temporada), a série se sustentou nos finais WTF. Desde então, na maioria das vezes com algo relacionado direta ou indiretamente ao Ben.

Nessa 4ª temporada, tem dividido opiniões. Algumas pessoas acham que a série voltou a ficar ótima (como eu) e outras acham que a série se perdeu (sem trocadilho) de vez.

Creio eu que isso é por terem esperado demais das resoluções da série. Deram importância demais às respostas. E eu meio que tô cagando pra isso. É claro que não dá pra ser algo como “eles estão todos mortos” ou “é tudo um sonho”, como teorizavam na primeira temporada, mas pra mim a graça de Lost está muito mais no ritmo, na diversão de cada episódio, do que em resolver todos os mistérios.

É ficção científica viajada, qualquer desculpa que eles inventarem vai ter furos e metade das pessoas vai odiar e metade adorar. Tem gente que fica puta só porque os caminhos escolhidos não foram os que ela imaginava. Tipo “ah, não foi do jeito que eu quis, então magoei”.

E o pior, começam a reclamar de coisas que estão presentes na série desde sempre. “Ah, as pessoas não se falam”, “fulaninho teve uma atitude idiota” (geralmente fulaninho = John Locke), “cacete, esse cara não pensa?”. Sim, as pessoas não se falam. Desde o piloto. Sim, fulaninho teve atitude idiota. Em todos os episódios. Não, esse cara realmente não pensa. E se você precisou de quase 80 episódios pra perceber isso, você não está muito melhor que ele.

Lost já foi melhor, mas hoje em dia ainda mantém o ponto forte que era mais marcante mesmo nos seus melhores momentos: cliffhangers incríveis. O episódio pode ter sido uma merda, mas no fim você vai descobrir algo, ou vai se deparar com algum mistério, ou whatever que seja e seu cérebro vai explodir. Simples.

E assim Lost mostra que, quando você não é uma série genial (porque Lost nunca foi. Ex. de uma série genial: The Sopranos), no mínimo tem que ser divertida (e ela é, na grande maioria das vezes) e instigante.

Agora me respondam. Se muita gente detestou a segunda temporada, outros tantos a terceira e agora na quarta muita gente acha que ela se perdeu de vez, porque continuam assistindo? Porque aqueles 3 minutinhos finais ainda deixam todo mundo na seca por mais. E ninguém precisa ser o Desmond pra ver o futuro e saber que, indo bem ou indo mal, a série vai se segurar justamente graças a eles.

Lost é o Michelangelo dos cliffhangers.

PS: E quem sabe, logo mais, quando sair o episódio 4×07 de Lost, eu não me junto aos reclamões?

Anúncios

3 Responses to Lost, cliffhangers e reclamões

  1. […] nada, misteriosa é essa ilha chamada Grã-Bretanha Se lembram que quando abri o post sobre Lost, cliffhangers e reclamões eu mencionei que aquela era a primeira de muitas divagações? Pois é, esse post é mais uma. E […]

  2. […] Lost, 4ª temporada: balanço final Eu já falei outras vezes de Lost aqui no blog. Inclusive a respeito dos seus Season Finales e dos seus famosos cliffhangers. […]

  3. […] nada, misteriosa é essa ilha chamada Grã-Bretanha Se lembram que quando abri o post sobre Lost, cliffhangers e reclamões eu mencionei que aquela era a primeira de muitas divagações? Pois é, esse post é mais uma. E […]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: